Museu Escola - Unesp Botucatu /SP
Curiosidade - Você já comeu DNA hoje?

Você já comeu DNA hoje?

Provavelmente, o DNA corresponde à molécula mais conhecida no mundo, a famosa dupla hélice! E todo mundo adora ver gente e coisas famosas, não é mesmo? Assim, quem não quer ver o DNA?

Bom, para podermos "ver" o DNA, primeiramente temos que retirá-lo de onde ele se encontra, ou seja, de dentro das células. No caso de organismos eucariotos (aqueles que possuem núcleo individualizado por ser envolto por uma membrana como, por exemplo, os seres humanos, outros vertebrados e plantas), grande parte das moléculas de DNA está justamente dentro do núcleo das células. Assim, o que temos que fazer é chegar ao núcleo das células e retirar o DNA de lá!

 

Extração de DNA do morango

Para elaborarmos o nosso experimento para isolar as moléculas de DNA do morango, temos que primeiro pensar: como podemos fazer para retirar o DNA de dentro do núcleo das células? Bom, uma forma de se fazer isso é amassando bem o morango, pois assim iremos romper a membrana celular e também a membrana nuclear. É super fácil amassar o morango em um copo plástico, usando uma colher ou ou garfo. O que importa é amassar bem a fruta.

Depois de fazer isso, temos que separar o DNA do restante das coisas que existem no morango. Isso pode ser feito adicionando meio copo de água (cerca de 25 ml) e 1 colher de sopa de detergente neutro ao morango amassado e, depois, misturar tudo muito bem. Adicionar detergente??? Para que isso? É por que a membrana das células é composta por lipídeos e proteínas. Lipídeos são gordura, não é mesmo? Se usamos o detergente para retirar a gordura da louça que lavamos em casa, por que não usar o detergente para retirar os lipídeos das membranas celulares? E, quando o detergente retira os lipídeos, também retira as proteínas que estão unidas a estes e que fazem parte da membrana da célula. Genial, não é?

Ah, mas ainda não deu para ver o DNA do morango... Para conseguirmos visualizar o DNA, temos ainda que realizar mais um passo em nosso experimento - o passo que "precipita" as moléculas de DNA, ou seja, que separa o DNA do restante dos componentes do morango. Para isso, é só adicionar uma colher de chá de sal, misturar tudo novamente e coar esta mistura, passando o filtrado para um novo copo de plástico. É só usar uma peneirinha ou um filtro de papel (aqueles de coar café). Por último, precisamos adicionar um pouco de álcool (cerca de 5 ml) sobre esta solução já coada. Você vai ver aparecer um emaranhado de fios que se parecem com algodão! Estes fios correspondem às moléculas de DNA!

Como é que conseguimos isso? O sal (NaCl), em contato com a água, desprende íons de carga positiva (Na+). Esses íons reagem com as cargas negativas do DNA e formam um aglomerado. Para visualizar esse aglomerado de DNA, usamos o álcool. Como o DNA é insolúvel no álcool, uma "nuvem" contendo milhares de moléculas de DNA aparece, como num passe de mágica! Mas não é mágica - é ciência!

 

Voltando agora à nossa pergunta inicial - Você já comeu DNA hoje? Fácil de responder, não é? Se comemos frutas, legumes, verduras, carne e ovos, também ingerimos o DNA desses alimentos! Mas sem problema algum, pois o DNA dos alimentos não é inserido em nosso próprio DNA!

 

     

Como citar:

Autores: Adriane Pinto Wasko, Cassiane Barbosa,
Data Publicação: 01/03/2014
Página: http://museuescola.ibb.unesp.br/subtopico.php?id=3&pag=24&num=2