Museu Escola - Unesp Botucatu /SP
Répteis

REPRODUÇÃO DOS RÉPTEIS

Sea_turtle.gif

Os répteis são vertebrados que se tornaram totalmente independentes da água para se reproduzirem. A sua pele é seca e a respiração é feita pela respiração pulmonar. Os anfíbios anuros conquistaram o ambiente terrestre mas para reproduzir-se necessitam da água. O desenvolvimento do embrião e do girino dependem da água. Os repteis possuem duas inovações que selaram a conquista do ambiente terrestre pelos vertebrados: a fertilização dos óvulos dentro do corpo feminino e o desenvolvimento do embrião fora do corpo, mas dentro de uma casca protetora contra o ressecamento. Além do saco vitelínico, esse ovo possui também um reservatório de água (chamado saco amniótico) e um local para eliminar as excretas (o alantóide). A quantidade de vitelo (suprimento de nutrientes como proteínas, carboidratos e lipídios) dos ovos das diferentes espécies de vertebrados é variável. O vitelo é produzido pela fêmea quando ela produz os óvulos para serem fertilizados.

Com base na quantidade de vitelo, os vertebrados podem ser classificados em:

  • Ovos telolécitos: possuem uma quantidade ainda maior de vitelo (peixes, repteis e aves).
  • Ovos heterolécitos: possuem grande quantidade de vitelo (anfíbios).
  • Ovos oligolécitos: possuem pouco vitelo (mamíferos eutérios).

As populações de répteis puderam dessa maneira, espalhar pelo planeta e se diversificaram. Podemos reconhecer as quatro grandes Ordens viventes:

Para representar o grupo dos répteis, contaremos como é o comportamento de reprodução dos quelônios.

tartaruga2.jpg jabuti.jpg cagado.jpg
Tartaruga marinha (Caretta caretta
Jabuti-piranga (Chelonoidis carbonaria)
Cágado - tigre da água  (Trachemys dorbignyi)

http://pt.wikipedia.org/wiki/Cheloniidae (tartaruga-marinha);
http://pt.wikipedia.org/wiki/Jabuti (jabuti) e
http://pt.wiktionary.org/wiki/c%C3%A1gado  (cágado)

 

Os quelônios possuem carapaça e habitam tanto o ambiente terrestre como o aquático. Primeiro os quelônios evoluíram como animais terrestres e, depois, algumas espécies voltaram para a explorar o ambiente aquático (tanto o marinho como o de água doce). Mesmo assim, continuam a respirar por pulmões e precisam voltar para a terra na época da reprodução pois, do contrário, os embriões se "afogariam" e morreriam.   Entre os quelônios terrestres estão os jabutis, entre os marinhos, as tartarugas e os de água doce,cágados.

 

Comportamento reprodutivo do jabuti-piranga (Chelonoidis carbonaria).

Quando chega a época da reprodução, na primavera, os machos de jabuti-piranga brigam entre si e competem pelas  fêmeas. O macho transfere o sêmen para dentro do corpo da fêmea, montando sobre ela, pelas costas. Depois a fêmea procura um local adequado e cava um buraco para depositar de de 10 a 15 ovos. A incubação é bem demorada  (6 a 9 meses) e quando nascem, a carapaça dos jabutizinhos ainda não é dura e ficam muito vulneráveis aos predadores.  Após a eclosão dos ovos, os filhotes nascem e cada um estará por conta, não havendo o cuidado da prole.

Jabuti_piranga_acasala.jpg jabuti-postura.jpg jabuti-piranga_eclosao.jpg

http://www.tartarugas.avph.com.br/jabutipiranga.htm (acasalamento);
http://www.geochelone.com.br/usa/caracteristicas.cfm (postura)
http://www.zoo.ru/moscow/images/r_00055.jpg (nascimento)

Praia2.gif

Comportamento reprodutivo da tartaruga-cabeçuda (Caretta caretta)

Essa tartaruga marinha é um animal solitário e fica no mar a maior parte do tempo. No Brasil, o Projeto Tamar (programa do governo em prol da conservação das tartarugas marinhas) faz um trabalho muito bacana e graças a isso, sabemos muita coisa sobre o seu comportamento. O acasalamento da tartaruga marinha ocorre no mar. É a fêmea quem escolhe um parceiro entre vários machos mas a mesma fêmea pode receber os espermatozóides de vários machos. Numa mesma estação de reprodução, a fêmea pode desovar de três a cinco vezes,  a cada 10 dias. Ela viaja milhares que quilômetros para desovar na praia, à noite.  A incubação ocorre graças ao calor da areia aquecida pelo sol. Depois de 40 a 60 dias após a postura, as  tartaruguinhas nascem e correm em direção ao mar sem precisar do cuidado da mãe ou do pai! Clique aqui e veja o nascimento de uma tartaruguinha.

Você sabia que o sexo das tartarugas é determinado pela temperatura? Pois é: quando estiver acima de 29ºC nascem mais fêmeas e nas temperaturas mais baixas, como abaixo de 29ºC nascem mais machos!!

origami.jpg

 

Agora é hora de recrear: vamos fazer os origamis de uma tartaruga marinha? Clique aqui.

 

Tartaruga.gif Ovos.gif Tartaruguinhas.gif
Tartaruga fêmea
Ovos
Filhotes

Como citar:

Autores: Enio Y. Hayasaka, Silvia Mitiko Nishida,
Data Publicação: 00/00/0000
Página: http://museuescola.ibb.unesp.br/subtopico.php?id=4&pag=26&num=4