Museu Escola - Unesp Botucatu /SP
O ciclo da divisão celular

O CICLO DA DIVISÃO CELULAR

O ciclo de divisão celular é constituído de dois principais eventos: a duplicação dos componentes da célula e a divisão desta em duas células filhas.

O primeiro evento que ocorre é a duplicação. Nele, são produzidas novas organelas, mais nutrientes são reservados e a célula aumenta de tamanho. Se a duplicação dos componentes celulares não acontecesse, as células ficariam menores a cada ciclo da divisão celular. Também, acontece a replicação do DNA, que é extremamente importante para a transmissão da informação genética para as células resultantes da divisão.

Já na divisão, etapa que ocorre em seguida, a célula se divide em duas, que são chamadas de células-filhas. Na mitose, temos um evento de duplicação. Já na meiose, da qual falaremos mais adiante, ocorrem duas divisões, e como resultado quatro células filhas se formam.

Agora que você já sabe essas informações, devemos aprender a diferença entre dois termos muito parecidos: cromossomo cromatina. Ambos são formados por DNA e proteínas, porém em diferentes estados de condensação. O cromossomo, que ocorre durante a divisão celular, possui o DNA em seu máximo estado de condensação. Por isso, ele têm a aparência de um bastão grosso, que é facilmente distinguível no microscópio. Deste modo, não é possível que as enzimas responsáveis pela replicação e transcrição tenham acesso aos genes: para entender por que isso acontece, basta imaginar-se tentando fazer a leitura dos valores de uma fita métrica totalmente enrolada.

Já no cromatina, o DNA encontra-se compactado, mas não tão intensamente quanto no cromossomo. Assim, a cromatina se assemelha um emaranhado de fios longos e finos, que não podem ser distinguidos sob o microscópio de luz. A cromatina pode ser observada durante a intérfase, quando a ocorrência da replicação do DNA e da transcrição de genes é necessária. Como o DNA está mais frouxo, é possível que as enzimas tenham acesso aos genes e os usem para desempenhar funções vitais à célula.

Como citar:

Autores: Flávia Karina Delella, Maria Laura Gabriel Kuniyoshi,
Data Publicação: 10/01/2017
Página: http://museuescola.ibb.unesp.br/subtopico.php?id=3&pag=23&num=2